FSOTAM

Maio 29 2008

Olá,
Meu nome é Dra. Debra Ballack. Venho de Munique na Alemanha, sou casada
com o Sr. Johnson Ballack.
Gostaria de pedir-lhe uma pergunta simples? e isso é o que você precisa de
um empréstimo, ou em busca de um empréstimo legítimos financiadores. Então
já não há mais procura, como eu gostaria de informá-lo sobre um empréstimo
mutuantes genuie e legítimo. Ele é o senhor deputado Mark Leonard de
nomes, ele é CEO da Mark Lending Services. Sua empresa tem sido gerida
pelo seu gerente, Sr. Gray nname por Alonso. Ele ofereceu-me um empréstimo
cerca de um ano atrás, eu não sei se ainda hhe oferece empréstimo por você
pode experimentar e ver a vir para fora. E ele foi, então, oferecendo
bonança. Então, em vez dos 6,7% de taxa de juro, ele desceu para 3,0%.
Estou fazendo isso para não fazer propaganda de seus serviços, mas para
protegê-lo na escolha do direito empréstimo mutuantes. Não se deixe
enganar por aqueles que pretendem ser empréstimo mutuantes.
Contacte-lo através de seu endereço de e-mail Mark.lending.services @
live.co.uk

De Saudações,
A Dra. Debra Ballack.

Para divulgar

Inúmeras reclamações, respeitantes a falsas promessas de emprego, divulgadas através de anúncios publicados nos jornais, folhetos distribuídos na rua ou ainda, e mais recentemente, via Internet. As pretensas propostas prometem dinheiro fácil a troco de pouco trabalho, nomeadamente retribuição por colagem de etiquetas, dobragem de circulares, resposta a inquéritos. Salienta-se que, não raras vezes, são pedidas quantias às pessoas, normalmente de montante não muito elevado, para que possam dar início à “actividade” proposta, contra o envio das “instruções” necessárias a seguir ou sob qualquer outro pretexto equivalente. Acontece que após a execução das tarefas indicadas, as pessoas, para além de não receberem qualquer remuneração, nunca mais conseguem reaver as quantias eventualmente entregues, tanto mais que a única forma de contacto estabelecido é uma caixa postal e não uma morada. Face a esta situação astuciosamente provocada às pessoas, como aproveitamento do estado de especial fragilidade e necessidade que é a situação de desemprego, a DECO aconselha: * Desconfiar de “ofertas” de empregos fáceis, semelhantes às descritas, sobretudo quando, como condição de início da suposta actividade, lhes pedem o pagamento de quantias ainda que simbólicas * Apresentar queixa na Polícia, caso sejam vítimas de situações como as relatadas, no prazo de 6 meses a contar do momento em que têm conhecimento de que foram enganadas. * Divulgar junto de familiares e amigos, potenciais vítimas, estas situações ardilosas que só agravam o empobrecimento dos potenciais candidatos a estes “empregos”. Não se deixe levar por situações fáceis e miraculosas. Desconfie sempre que o proponente de um serviço não tenha uma morada, um telefone ou um rosto

publicado por famatos às 22:18

Bem-Vindo ao meu Blog muito obrigado pela visita
mais sobre mim
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO